16/10/2009

Conversa com Mauro Galvão


Com o jeito tranquilão que lhe é peculiar, Mauro nos concedeu uma ótima entrevista na tarde de ontem, em um shopping de Porto Alegre. O defensor esclareceu principalmente como era para um guri de 17 anos vivenciar tudo aquilo. O primeiro jogo da final, por exemplo, foi sua estréia no Maracanã.

"Eu nunca tinha jogado em nenhum daqueles estádios", conta. Galvão também relata por que para ele a pressão das partidas decisivas não tinha algo tão especial. "Eu estava começando, precisava provar em todas as partidas".

Mauro também falou sobre o bom ambiente do Beira-Rio à época. "O Bira ia muito na minha casa, minha mãe gostava muito dele". Contou que também tinha bom entendimento com seu xará e parceiro de defesa, o Pastor. "O Mauro era de falar pouco, mas a gente conseguia um ajudar o outro. Nunca brigamos".

Neste vídeo, Galvão comenta a declaração de Roberto Dinamite, de que os clubes gaúchos teriam, à época, melhor preparação física que os demais grandes times do País.

3 comentários:

  1. Grande zagueiro. E um marco, integrar um time como o do Inter de 1979 com apenas 17 anos!

    Muito legal a matéria! Parabéns!

    ResponderExcluir